• Laura Vassalli

O aumento do número de linfócitos, ou "linfocitose"

Os linfócitos são um tipo de glóbulo branco envolvido em algumas formas de defesa do nosso organismo contra microorganismos, como vírus e bactérias. Existem vários tipos de linfócitos, sendo os principais as células T, B e natural killer (NK). O corpo normalmente mantém a contagem absoluta de linfócitos em uma faixa de menos de 4.000 linfócitos por μL [Obs: 1 microlitro é um litro dividido por um milhão!].

As causas mais comuns de uma elevação da contagem de linfócitos acima desse nível são o que chamamos de uma linfocitose "reativa", ou seja, a resposta normal do corpo a uma infecção ou a uma condição inflamatória.


Uma contagem de linfócitos maior do que o normal pode ocorrer sem nenhum ou com poucos sintomas, e quando ocorre após uma doença, como uma infecção, geralmente é uma questão inofensiva e temporária. Apesar disso, em algumas situações o aumento de linfócitos pode representar algo mais sério, como uma forma de câncer no sangue ou uma infecção crônica.


O médico pode realizar vários exames para determinar se a contagem de linfócitos é motivo de preocupação, e se o seu médico determinar que sua contagem de linfócitos está alta, o resultado do teste pode ser evidência de infecção (bacteriana, viral ou de outra causa), câncer do sangue ou sistema linfático [Como Leucemia Linfoide Crônica, Linfoma Não--Hodgkin, Linfoma de células do manto] ou mesmo um distúrbio autoimune que causa inflamação contínua (crônica).


Apesar de uma alteração hematológica como o aumento de linfócitos poder estar relacionado a doenças graves, como linfomas, leucemias ou outras patologias, essa alteração isolada não realiza o diagnóstico de nenhuma doença desse tipo. As causas mais comuns de linfocitose são relacionadas a infecções virais, como a mononucleose infecciosa, causada pelo vírus Epstein-Barr (EBV), que é uma doença caracterizada por aumento de gânglios, faringite, aumento do baço e alterações hematológicas [E conhecida como doença do beijo], a infecção pelo Citomegalovirus, que pode gerar um quadro muito parecido com o do EBV, além de hepatite, infecção pelo vírus Influenza (da gripe comum), caxumba, sarampo, infecção por adenovírus, entre várias outras causas.


#hematologia #linfocitose #alteraçõeslaboratoriais #globulosbrancos #celulasbrancas #hemograma #hemogramacompleto #leucocitose #hematology #dralauravassalli #lauravassallihematologista #medicadosangue #medicina #doencashematologicas #medicasoul